Post Page Advertisement [Top]

Portal Educação

 

slides portal geographia



slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia

slides portal geographia



Biomas em escala global
Apresentação/Planisfério
Predomínio de formações florestais
Floresta boreal (coníferas)
Floresta subtropical e temperada
Floresta equatorial e tropical
Predomínio de savanas e gramíneas
Savanas
Estepes
Pradarias
Condições climáticas extremas
Tundra
Desertos (quentes e frios)
Outros
Mediterrânea
Vegetação de altitude

Apresentação
Podemos afirmar que a diversidade de biomas e variação de vegetação existente na superfície terrestre, estão associados a fatores como:
Diferenças climáticas;
Variação de temperatura e umidade;
Tipos de solo e relevos;
Condições climáticas de períodos geológicos anteriores.

Planisfério

Floresta boreal (coníferas)
Formação bastante homogênea, com predomínio de coníferas do tipo pinheiro;
Desenvolve-se no norte dos continentes americano, europeu e asiático, em regiões caracterizados por invernos rigorosos e verões amenos.
Está presente em países como: Canadá, Suécia, Finlândia e Rússia, onde recebe o nome de Taiga;
A expressão Floresta Boreal utilizada na denominação deriva da referência à sua localização nas latitude altas do Hemisfério Norte.
Outras espécies arbóreas: ciprestes e abetos.

Floresta subtropical e temperada
Formação mais diversificada que a Floresta Boreal, típica de climas temperados e subtropicais;
Desenvolve-se em latitudes médias na América do Norte, na Europa Centro-Ocidental e no extremo oriente do continente asiático e Austrália.
Estendia-se por grandes porções na Europa; Atualmente subsiste na Ásia, na América do Norte e em pequenas extensões na América do Sul e Oceania.
Acompanha o ritmo climático anual, com intensa atividade durante primavera e verão.

Floresta equatorial e tropical
Formação extremamente heterogênea que se desenvolvem graças aos elevados índices pluviométricos;
Localizam-se em baixas latitudes, na América Central e do Sul (destaque para Amazônia e Mata Atlântica), África (Floresta do Congo) e as florestas equatoriais do sul e sudeste asiático e Oceania.
A temperatura e pluviosidade elevadas possibilitam a adaptação e desenvolvimento de grande número de espécies, tornando um dos biomas de maior biodiversidade do planeta;
Espécies de grande e médio porte, como o mogno, o jacarandá, a castanheira, o cedro, a imbuia e a peroba, além de palmáceas, arbustos, briófitas e bromélias.

Savanas
Formações vegetais abertas, compostas por extensas áreas com predomínio de herbácea intercaladas por árvores e arbustos isolados ou pequenos bosques com espécies arbóreas e arbustivas;
São encontradas em grandes extensões da África, América do Sul, no México, Austrália e na Índia;
Área de abrangência amplamente utilizada para agricultura e pecuária;

Estepes e pradarias
Estepes: vegetação é herbácea, como nas pradarias, porém mais esparsa e ressecada. Se encontra em faixas de transições entre climas tropicais e desérticos (Sahel, África) e entre climas temperados e desérticos (Ásia Central);
Pradarias: compostas basicamente de gramíneas, são encontradas principalmente em regiões de clima temperado continental. Desenvolvem na Rússia, Ásia Central, nas Grandes Planícies americanas, nos Pampas Argentinos, no Uruguai, no Sul do Brasil e na Grande Bacia Artesiana (Austrália);
Muito usada como pastagem, é importante por enriquecer o solo com matéria orgânica.

Desertos
Caracterizam-se pela extrema aridez, associado às baixas temperaturas (frio), temperaturas elevadas e grande amplitude térmica diária (quentes);
Desertos frios: na Patagônia, no extremo sul da Argentina e Chile, apresentam poucas formações vegetais. Nas regiões centrais da Ásia, há presença de estepes e vegetação arbustiva;
Desertos quentes: localizam-se em regiões tropicais de clima árido e semiárido, próximos aos trópicos de Câncer e Capricórnio, como o Saara, o da Arábia e de Gibson;
Plantas desenvolvem adaptações para extrema aridez, como raízes profundas, armazenamento de água e perda de folhas;
Espécie mais representativa do bioma: cactos.

Tundra
Vegetação rasteira, de ciclo vegetativo extremamente curto;
Desenvolve-se nas baixas temperaturas do extremo norte dos continentes americano, europeu e asiático;
Por situar-se nestas regiões subpolares, desenvolve-se apenas durante os três meses de verão, com o degelo;
Espécies típicas: musgos, liquens, raramente pequenos arbustos.

Mediterrânea
Neste bioma, predominam espécies arbustivas, mas há também árvores de pequeno e médio porte;
Se desenvolvem em regiões de clima mediterrâneo, que apresentam verões quentes e secos e invernos amenos e chuvosos;
As maiores ocorrência estão no sul da Europa e norte da África, mas também é encontrado em pequenas porções na Califórnia (EUA), Chile, África do Sul e Austrália.
Espécies arbustivas: maquis e garrigues;
Espécies arbóreas: oliveiras e loureiros.

Vegetação de altitude
Ocorrem em regiões montanhosas com grande variação altitudinal da vegetação;
À medida que aumenta a altitude e diminui a temperatura, os solos se tornam mais rasos e a vegetação, mais esparsa;
Nas áreas mais baixas surgem florestas e nas mais altas os campos de altitude.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!

Bottom Ad [Post Page]